AGENDA

8º FÓRUM MUNDIAL DA ÁGUA

voltar para o site

AGENDA

8º FÓRUM MUNDIAL DA ÁGUA

voltar para o site

Sessão 2.a.3 - Realidades invisíveis: segurança hídrica em favelas, em situações pós-conflitos e pós-desastres e em outras comunidades

Terça DAS 11:00 ÀS 12:30

TEMAS

COMPARTILHAMENTO

LOCAL

Sala 23

DESCRIÇÃO

[OS-TP-15] 

Grupos vulneráveis e assentamentos, como favelas, acampamentos pós-desastres e pós-conflitos e comunidades indígenas e rurais com características e necessidades específicas demandam formas especiais de intervenção nos serviços de água, saneamento e saúde, tanto para assuntos ambientais, tecnológicos e educacionais quanto para a gestão e sustentabilidade. Os investimentos em infraestrutura hídrica e de saneamento se concentram historicamente em políticas públicas de áreas urbanas, às custas das comunidades mencionadas. Consequentemente, populações em comunidades remotas, rurais e indígenas, assentamentos informais e áreas pós-desastres e pós-conflitos não possuem o acesso - adequado - a esses serviços. Portanto, é fundamental proporcionar-lhes o acesso equitativo a serviços de água, saneamento e saúde.

MEMBROS DO GRUPO DE COORDENAÇÃO DA SESSÃO

French Water Partnership (France)Turkish Water Institute / SUEN (Turkey)
Secours Islamique (France)
Rio de Janeiro State Water and Sewage Company – CEDAE/RJ (Brazil)
National Health Foundation - FUNASA (Brazil)

PARTICIPANTES DA SESSÃO

● M. Romain Crochet, Secours Islamique France

● Ms. Erika de Paula Pedro Pinto, IPAM / FUNASA

● Ms. Burcu Calli, Turkish Water Institute (SUEN)

● M. Bansaga Saga, Solidarités International / FWP